Esporte e Saúde


Esses temas associados nos remetem às tradições da antiga Grécia, local de referência para os nossos alunos em função dos Jogos Olímpicos que serão realizados no Brasil em 2016. Entre os gregos do século V e VI antes de Cristo, o vigor físico conseguido com ginásticas e treinamentos esportivos e militares fazia parte integrante da formação de um homem livre - um cidadão.

Na atualidade, os homens aperfeiçoaram muito das técnicas adquiridas desde a velha Grécia e criaram inúmeras novas modalidades de esportes. Através dos esportes busca-se o lazer, o prazer, a saúde, a longevidade, a harmonia e a beleza. Nessa busca os homens constroem espaços especiais, espaços de solidariedade, laços de solidariedade, competições saudáveis.

Através do exercício físico crianças e jovens são atraídos para uma convivência em grupo marcada pela solidariedade. Nas atividades desportivas, as necessidades de respeitar os limites estabelecidos e as regras da competição acabam se tornando um aprendizado essencial ao processo de desenvolvimento humano.

 

 

CAMPEONATO DE GATEBOL, TORNEIO DE BOCHA NO PARQUE DAS HORTÊNCIAS E CAMPEONATO DE MALHA.

GATEBOL É ATRAÇÃO ENTRE IDOSOS

 “O gatebol surgiu em 1947, na Ilha de Hokkaido, Japão, tornando-se uma das modalidades esportivas mais praticadas no país de origem. A sua expansão tem sido marcante nos países da América do Sul.

No Brasil é praticado há cerca de 20 anos por atletas de todas as idades, de ambos os sexos, totalizando mais de 10.000 jogadores,

O Centro Cultural Pirajuçara tem dois campos de gatebol. De origem japonesa, esta atividade física exige raciocínio e concentração.

Em Taboão da Serra, o gatebol foi iniciativa da Sra. Chiyo Asanuma. É praticado por 2 equipes de 5 integrantes cada. A meta é atingir um pino no centro do campo, fazendo a bola atravessar 3 Gates. Cada jogador tem sua bola com o mesmo número do avental, e a lança com um taco em forma de T. No Pirajuçara o gatebol é coordenado pelo presidente Massaru Tori e o tesoureiro Shigueyuki Shibuya. Treinam diariamente das 7h às 11h, e uma vez por mês, participam de torneios regionais”.(1)

(1) 95 anos de imigração japonesa no Brasil, Jornal o Cidadão. Taboão da Serra, jun. 2003, p.4. 

 

“No gatebol tem 5 pessoas em cada equipe, e campo ficam 10 pessoas, cada uma com seu taco e sua bola. É um jogo de gente idosa porque os jovens estão trabalhando no horário que jogamos né!”(2)

(2) TSUNO, Paulo. Representante do Centro Cultural Pirajuçara. Entrevista concedida à equipe de história. Taboão da Serra, 23 nov. 2003. 

 

ESPORTE QUALIDADE DE VIDA

“A conhecida imagem do vovô sentado em casa vendo televisão, está sendo substituída pelos idosos ativos. Eles estão nos teatros, shows e bailes e praticam cada vez mais atividades físicas. São conscientes de que a velhice é para ser vivida com intensidade.

O ditado popular diz que a vida começa aos 40. É acreditando nisso que a cada dia mais pessoas deixam de lado a vergonha e o preconceito e passam a buscar uma melhor qualidade de vida na terceira idade (...). ”(3)

(3) REVISTA ECOLÓGIA E DESENVOLVIMENTO. Esporte e qualidade de vida. Edição 79, mar./abr.2000, p.15 

 


REGRAS DO JOGO DE MALHA

REGRAS DO JOGO DE BOCHA

1-     Disco de Aço (600g cada um)

1-Bolas de plástico (650g cada uma) e um bolim (200g).

2-    Total 4 malhas (por jogador)

2-Total 4 bolas ( por jogador)

3-    Doze lances no total

3-30 à 40 minutos

4-    Quem fizer 150 pontos é o ganhador

4-Quem jogar as quatro bolas mais próxima do bolim é o ganhador.


 

 

“Fui jogador de malha e bocha, representei o município de Taboão da Serra em jogos regionais a partir de 1966. O Clube de malhas foi fundado em 1963. Quando fui disputar os jogos regionais em Mogi das Cruzes, em 1973, foi muito bom, afinal fui ganhador representando o nosso município, e para brincar com os meus colegas que faziam muito barulho à noite, coloquei na porta do meu quarto : Silêncio! Campeão descansando. Eu tinha um parceiro muito bom que infelizmente já é falecido, ele se chamava Roberto de Souza. Nós dois arrebatávamos, não sobrava para ninguém. Eu também fui campeão de bocha, representando Taboão da Serra.”(4)

(4) ALVES, Rubens. Jogador de Malha. Entrevista concedida à equipe de história. Taboão da Serra, 12 dez.2003. 

 

ESPORTES

 “O LM (Liga de Malha) de nossa cidade foi mais uma vez Campeão Paulista de Malhas, série ouro, ao derrotar espetacularmente a fortíssima equipe do Clube Olaria de Malhas, pela expressiva contagem de 150 a 104.

Nossos cumprimentos aos jogadores: Luiz Chaves, Roberta de Souza, Milton Teixeira, Divino Azevedo, Rubens Alves, Paulé, Garcia, Alcides, Dito, Henrique, João Bernardino, Júlio, Ernesto, João Passarinho, Carioca, bem como seu presidente, Sr. Divino P. Azevedo, e seu vice, Alves, que souberam condignamente representar nosso Município em mais essa etapa de nosso desenvolvimento”.(5)   

(5) LM de Taboão. Jornal O Pirajuçara. Taboão da Serra, 25 de mar. 1983,p.4.

                                    

Primeiro Posto de Saúde

O 1º Primeiro Posto de Saúde de Taboão da Serra foi inaugurado em 1956. Tinha como médico responsável o Dr. Orfeu Gilberto Dagostini.

Contava com dois médicos e três funcionários, assim Dr. Orfeu Gilberto cuidava da parte de puericultura e o Dr. Brasil Carvalho era ginecologista e fazia pré-natal, contava com os funcionários Aparecida Lurdes de Moraes, Zélia Maria Cardoso e Dulce de Oliveira.

Essa unidade mudou-se por três vezes, localizava-se em primeiro lugar onde atualmente é parte do estacionamento da Igreja Santa Terezinha, indo daí para a Rua Getúlio Vargas de onde, por motivo de constantes enchentes, mudou-se para rua Tereza Maria Luizetto Buscarini e em 1978 mudou-se para rua José Mário, nº 13, Parque Assunção ( atrás da Toko do Brasil).

Logo depois a cidade passou a contar com outra unidade de saúde que se localizava próximo à escada do Cristo, e ficava encarregada de atender adultos e o responsável pelas vacinas, o médico que ali atendia, era o Dr. Lourenço, havia também três funcionários dona. Pedrinha, Sr. Geraldo (já falecido) e senhor Vicente.

Nessa época os postos apresentavam uma estrutura onde cabia aos mesmos a vacina, e o pré-natal, não dispunham de ambulância, as campanhas profiláticas não eram de responsabilidades das unidades, ficando a cargo e desenvolvimento da Secretaria da Saúde do Estado. Nas unidades de saúde não havia remédios, os médicos é que traziam de seus consultórios algumas amostras grátis.

A História da Primeira Farmácia

Em 1954 foi instalada a primeira farmácia do município de Taboão da Serra.

Inicialmente a farmácia Naira funcionava na Rodovia Régis Bittencourt, nº114, no centro de Taboão, mas seus proprietários com receio do alargamento da BR-116 mudaram-se para a rua José Soares de Azevedo nº81, também no centro.

Na época não existia hospital ou qualquer serviço médico e Hosuke Hataka (seu Zé), proprietário e farmacêutico responsável, se transformou no médico da Comarca de Itapecerica da Serra recebendo recentemente condecoração do prefeito por esse fato.

Dona Julia Hataka, sua esposa, sempre trabalhou na farmácia com o marido. É bastante conhecida entre os moradores e, até a farmácia é conhecida como a farmácia da dona. Julia, em decorrência de sua presença marcante.

Saúde em Nosso Município

A rede pública de saúde de Taboão da Serra conta com um sistema regionalizado e hierarquizado e constituí um sistema único, conforme preceito constitucional, que define a saúde como “direito de todos e dever do Estado, garantindo mediante políticas sociais e econômicas” (Constituição Federal, artigo 1996-1998).

As unidades Básicas de Saúde (UBS’S) junto com as Unidades de Saúde da Família e o pronto Socorro constituem a entrada da população no sistema, têm capacidade instalada máxima de atendimento em três turnos. Quanto à capacidade potencial dos recursos humanos existentes, pode-se produzir 314.514 consultas de atenção básica (Clínica médica, GO, Pediatria e PSF) e 57.332 consultas especializadas por ano.

Os três Prontos Socorros produziram 467.067 consultas em 2002.

A taxa de natalidade aferida pelo Município de Taboão da Serra em 1991 foi de 19,13 por mil habitantes e, em 2001, 24,15 mil habitantes, tendo sido verificado nestes dez anos uma tendência de queda. Embora tenha havido redução da taxa de natalidade, em 2001 corresponde ao segundo maior índice, se comparado com os demais municípios vizinhos e com a Região Metropolitana de São Paulo.(6)

(6) Pesquisa realizada pelos alunos da escola E.E. Francisco D’Amico, sobre história da saúde em Taboão da Serra, ano 2003. 

 

Parceria Inovadora: Decreto Nº 038 de 20 de Junho de 2000

“Criação do Programa: A Escola vai ao Hospital e dá providências”.

Artigo 1ºFica instituído em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura e o Hospital Regional Pirajuçara.

Artigo 2º - O Secretário Municipal de Educação e Cultura designará anualmente, através de Instrução Normativa, dois professores titulares para atuarem no Programa.

Artigo 3º O acompanhamento do Programa será realizado por Pedagogo vinculado à Secretaria Municipal de Educação e Cultura e pela Equipe de pediatria do Hospital Regional do Pirajuçara.

 

Galeria de fotos

Videos


Nenhum comentário encontrado :/